JOAQUIM BARBOSA, O MINISTRO, NÃO É MAIS O CARA!

Joaquimpor: Joel de Araujo

O cara é legal, ele fala o que o povo quer e precisa ouvir, ele não comunga com a bandidagem, ele é o símbolo da luta contra a corrupção no País, vamos lá Joaquim, você é o cara, meu anjo, meu herói, e por aí ia e andavam as coisas quando de Joaquim Barbosa, queria o possível e o impossível contra todos aqueles que de alguma forma representava o mal. E assim, caminhou Barbosa, parecendo um “Batman” ou “Cavaleiro Negro” moderno. Entretanto sabíamos nós, que essa situação seria passageira, e no primeiro passo em falso, esse símbolo do moralismo, seria atacado por todos os lados. Penso, contudo, que Joaquim Barbosa, na época do mensalão que foi o descobridor da fórmula infalível, para condenar os acusados, não estava já naquela época interessado em aparecer na mídia e curtir “seus quinze minutos” de sucesso. Joaquim, já dava mostra que não veio para agradar ninguém, haja vista, que no Supremo Tribunal Federal- STF-, já havia dado mostras de ser possuidor de um gênio irascível, uma vez que já havia “brigado feio” e ofendido seus pares em inúmeras ocasiões, assim foi no embate com o Ministro Gilmar Mendes, com o Ministro Marco Aurélio Mello, tendo este inclusive o chamado para resolver no braço, as desavenças, assim foi por inúmeras vezes com O Ministro Ricardo Lewandowski, e pasmem, até com o Ministro Celso de Mello, exemplo de polidez e de conhecimento, Barbosa teve entrevero. Então, quem tem o hábito de observar as pessoas, já previa que mais dia, menos dia, Joaquim Barbosa, seria descartado pela mídia, porque o namoro foi interessante no período do mensalão, quando a imprensa necessitava “vender” suas notícias e ninguém melhor do que Barbosa, para ajudar no sensacionalismo barato. Alguns apontavam isso, e o povo dizia que quem era contra o Barbosa é porque era a favor de coisas erradas, e assim, foram todos sendo levados na conversa pela mídia, que apresentava Barbosa, como um “ Deus Negro”, capaz de resolver todas as mazelas do Brasil. Porém, já se sabia que, sendo Barbosa um negro de toga, no primeiro escorregão, o mundo desabaria sobre ele. E foi justamente o que aconteceu, a mídia, sabe que Barbosa já não serve mais, afinal as condenações já aconteceram conforme ela queria, Barbosa, agora já era, até porque no recesso, temeroso, segundo alguns, não teve a coragem de acatar o pedido do Ministério Público Federal, e mandar prender José Dirceu, que seria a glória suprema para a estrema direita, que não o perdoa por ter lutado de armas na mão contra a ditadura que infelicitou a nação brasileira, e mesmo sem provas suficientes, foi condenado, graças a fórmula de Joaquim Barbosa. Agora, é Joaquim que irá e já está pagando o pato, e o Procurador Geral da república, que perto de sua aposentadoria, não vê a sua suprema glória se concretizar com a prisão dos condenados, também será chamado a se explicar, e isso ocorrerá tão logo se aposente, porque já aparece no horizonte, algumas estripulias apontadas pelos parlamentares da esquerda, contra ele. Pelo que estamos vendo, essa história, ainda poderá virar contra ambos, principalmente contra Joaquim Barbosa, que já não conta com a simpatia da mídia e muito menos de seus pares, por ter tido a coragem de dizer à eles, o que qualquer branco não teria. Talvez haja mais riscos para ele agora, do que para os “condenados do mensalão”, afinal no Brasil, um branco pode falar grosso e sempre, mas quando isso vem de um negro, é melhor colocar as barbas de molho. Porque dele a mídia já extraiu tudo o que queria, então afirmamos que se ontem ele foi o cara, hoje seguramente, ele já não é mais! Afinal, nesse País abaixo do equador, chamado Brasil, o negro ainda está longe de ser aceito para representar uma face do Poder! O resto não passa de balela….

Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários fechados.